sexta-feira, 10 de abril de 2015

Japoneria: Adivinha que dia é hoje? É sexta-feira! E o que temos na sexta-feira?

Início do fim de semana êêeeeee... E claro, indicações do Pinguim.
Em primeiro lugar quero pedir desculpas pelo que ocorreu semana passada, por conta de viagens inesperadas, textos, as correrias, cachaça e um bocado mais, a publicação de sexta acabou saindo no sábado, com pequenas modificações e algumas diferenças do que vocês estão acostumados... Mas saiu, e essa semana, tentando bancar o bonzinho, tenho que humildemente pedir desculpas a vocês.
Enfim, chega de baboseira, de melodrama e blá,blá,blá ... Vamos à indicação de sexta.
Acredito que todo mundo, inclusive vocês, tem algum tipo de sonho ou desejo de realizar algo, este vai desde meras coisas materiais até mesmo conquistar um cargo ou ganhar mais dinheiro (adoro gente egoísta e capitalista kkk), agora imagine se de repente você tivesse a opção de poder realizá-los, o que você faria?

- Caramba viajei legal aqui, imagina eu poder escravizar todo o mundo...
Leitor chato, por favor, se manifeste.
- Ah! Obrigado, adoro essas participações.
- Cala a boca e fala logo.
- Estava começando a me divertir... Então, não vai nos dizer que toda essa premissa é pra falar das esferas do dragão só pelo fato de estar saindo o novo filme do DBZ não é?
- Cara eu adoro esse leitor, inútil como sempre.
E a resposta é não!

Pois bem, como gosto de falar de coisas do meu dia-a-dia, quero compartilhar com vocês em primeira mão uma super novidade e claro de acordo o tema, uma realização de um sonho que me ocorreu há seis anos.

Como alguns de vocês já sabem, além da filosofia, outra coisa de que sou apaixonado é o desenho, claro que por conta do amadurecimento e responsabilidades, certas coisas devem ser deixadas para trás ou executadas com pouca frequência e isso nos faz ter perda de potência, ou seja, nos desanima. Mas, voltando ao desejo, em 2009 eu conheci uma ferramenta que me apareceu como a coisa mais incrível que poderia existir que é nada mais nada menos que a mesa digitalizadora, uma mão na roda para quem também desenha e exatamente no dia 06/04/2015 esse meu desejo se tornou real.

Não é muito de meu feitio fazer esse tipo de coisa, mas acho que vale a pena abrir espaço aqui e dedicar essa postagem de hoje a uma das pessoas mais incríveis que conheço, o Mestre Chan. Primeiro por ser um grande amigo, segundo por ter me ajudado a realizar esse sonho. Que fique registrado, Chan, te devo algumas por essa.
Você foi o meu gênio!
- Gênio, como assim gênio? E o que isso tem a ver com a indicação da semana?
Calma que o tio explica.
Semana passada apesar das adversidades eu havia prometido trazer uma novidade e assim o farei.

Recentemente comecei a ler um mangá, que já está sendo serializado, no início eu não dei muita bola, achei que seria mais um anime shonen sem graça de pancadaria e claro me enganei redondamente. Uma das coisas que mais me chamou a atenção no mangá é que se você tenta interpretar a história de um outro ponto de vista, você enxerga inúmeros temas e relações de personagens com situações que vemos ao nosso redor, amizade, ética, família e um bocado de outras coisas.

Senhoras e senhores, eu lhes apresento The Labyrinth of Magic, ou pros mais íntimos Magi. Fazendo uma síntese bem rápida e deixando os espectadores um tanto curiosos, vocês já devem ter ouvido falar nas histórias de Aladim, Ali Babá e Simbad, pois então, o mangá conta a história do pequeno Aladim que consegue vencer uma torre e como prêmio, ele ganha o seu gênio, e como desejo ele pede que o gênio, que é muito tímido e fica com a cabeça o tempo todo dentro de uma flauta, isso mesmo dentro de uma flauta, se torne seu amigo, após o desejo realizado, Aladim encontra Ali Babá que acaba se tornando seu possível rei e melhor amigo.
 
“Espera um instante Pinguim, rei, torre, flauta, gênio, dá pra explicar o que é tudo isso?”

Bem, só posso dizer que para entender é melhor ver por vocês mesmos, e acreditem, não vão se arrepender.
The Labyrinth of Magic ou O Labirinto da Magia é distribuído aqui no Brasil pela JBC (Patrocínio pelo amor dos deuses), é um mangá de Shinobu Ohtaka, que particularmente eu não conhecia, mas já virei fã do cara, ainda não está finalizado e tenho certeza que essa história ainda tem muito que render.
Muito bem galera, pessoas, vítimas, essa foi minha indicação da semana, caso queiram saber mais sobre o mangá, anime, personagens e algumas analogias deixem seu comentário logo mais abaixo.
Dê sua sugestão, comente, compartilhe ajude a SPN pois ela é feita exclusivamente pra você.

Semana que vem estarei de volta com mais uma novidade, e como de costume, lá vai a ameaça básica... Estarei aqui semana que vem me deixe esperando e tenha certeza que será a última vez que o fará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

;